17 julho, 2010

Onde está o sexo?

Eu estava assistindo um dos muitos clipes produzidos pela indústria cultural americana, cheio de mulheres, sensualidade e danças eróticas, quando lembrei de uma preciosa frase de Barthes, citada por Baudrillard no proscrito Esquecer Foucault (Rocco, 1984):
Barthes dizia sobre o Japão: "Ali, a sexualidade está no sexo e em nenhum outro lugar. Nos Estados Unidos, a sexualidade está em toda parte, menos no sexo."

4 comentários :

João Paulo Parisio disse...

Leonardo, tu ainda tá assistindo "lie to me"? e como é que eu faço pra botar esse ícone do twitter no meu blog? um abraço

Leonardo Bernardes disse...

Abandonei, João.
O roteiro começou a ficar muito repetitivo e eu não consegui enxergar uma solução.

É só copiar o link da imagem! Qualquer coisa me fala, abraços.

João Villaverde disse...

Ótima sacada, Leo. A sua, de resgatar uma pequena frase, um tanto perdida, de Barthes, e a do próprio Barthes, que em poucas palavras diferenciava EUA e Japão de forma mais profunda que a maioria dos analistas, que então (anos 70 e 80) estudava o Japão como nossa geração estuda a China.

Fora que deu para colocar na mesma frase Barthes, Baudrillard e Foucalt. ;-)

Abração

Leonardo Bernardes disse...

Essa frase citada pelo Baudrillard ficou na minha cabeça desde que a li porque sintetiza com muita fidelidade o comportamento e a vivência da sexualidade característicos dos dois paises.

Coisa típica de elegância e precisão do Barthes -- e acho que o Foucault concordaria/concordou com isso.