10 julho, 2007

Confissões

Eu tenho um critério deliciosamente objetivo para avaliar os meus textos: não gosto dos que foram feitos há mais de um mês. Sobra muito pouco, mas a vida não é mesmo justa.
Quem me dera ouvir de alguém uma voz humana, que confessasse não um pecado, mas uma infâmia, que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Alguém aí fora sofre do mesmo mal? Alguma voz humana?

Nenhum comentário :